Loui, o palhaço medonho & outros contos sombrios

Primeiras impressões: Loui, o palhaço medonho & outros contos sombrios

por: Marina Rodrigueslistra branca

LOUI² frente.png

Editora Fonzie acabou de anunciar a pré-venda da sua primeira publicação: Loui, O Palhaço Medonho & Outros Contos Sombrios”, um acervo macabro de Leonardo Otaciano e Matheuz Silva ocupado por tétricos vilões, criaturas sobrenaturais, elementos sanguinários, jovens possessos e um medonho palhaço, seres presenciados pelo leitor em âmbitos excêntricos e corriqueiros. Um aspecto interessante nessa coletânea é que a maioria das histórias possui aspectos que dialogam entre si, um artifício louvável que ajuda o leitor a se aprofundar melhor na mente dos protagonistas e a entender o ponto crucial da insanidade dos vilões.
listra branca
Com uma ambientação nacional e linguagem simples, descontraída, a saga do palhaço medonho nos cativa nas primeiras palavras, não sei se cativar seria a palavra certa, posto que certamente você não desejaria ser cativado por um palhaço medonho, mas vamos dizer que você é logo sugado para dentro do livro.
listra branca
“E nem pense que essas pessoas que se escondem por trás das cortinas e matam por prazer serão sempre humanos assassinos. Realmente eles matam por prazer, mas o prazer não é deles, ou só deles. Diz a lenda que esses são possuídos por alguma entidade maligna que veio do fundo do abismo para espalhar sangue na Terra.”
listra brancaConfesso que narrativas descritas em solo tupiniquim me dão uma euforia diferenciada, já que são pobres as histórias de terror brasileiras que realmente ganham destaque em âmbito nacional, tirando o já velho folclore, algumas histórias de terror brasileiras não passam de uma mera exportação Hollywoodiana, mas não foi essa minha primeira impressão de Loui. O que mais me agrada em ler e valorizar as histórias nascidas em minha terra, é a prevalência da linguagem como ela é e da “tirada” como ela é, saber que aquela realidade se aproxima do meu cotidiano, o que causa uma imersão ainda maior no livro, ainda mais pela iniciativa dos autores em não ter pudores ao usar o nosso tão vasto português.               listra branca
“É melhor que você não durma esta noite. Pode ser muito perigoso.”
listra brancaMas, ainda sim, Loui é mais que isso, é um “sincretismo literário”, uma mistura entre uma noção prévia e uma influência americana, com a vontade de trazer isso de forma benéfica para o setor nacional, um experimento em meandros de ser bem sucedido, pelo menos, para mim, aparenta estar no caminho certo.
listra branca
“Os piores pesadelos, sonhamos acordados.”
listra brancaO primeiro conto, ambientado em Minas, já nos apresenta a perversidade daquele que tão medonhamente estampa a capa do livro. Confesso que li no escuro e me encontrei em calafrios ao perceber o final do conto conversando comigo como se suspirasse as palavras em meu ouvido e tentasse embutir em minha mente aquele fio de terror que percorre a espinha ao final de um parágrafo impactante. Fiquei surpresa, mas de uma forma incrivelmente desejada, a sensação da adrenalina do medo correndo pelas minhas veias; adoro essa sensação.
listra branca
O segundo conto, ambientado na Inglaterra, nos apresenta o tão curioso “sincretismo”,  o que deixa o texto demasiadamente rico em experimentações literárias. Os contos, que mais parecem alguma atualização recém importada de nosso subconsciente, como se fossem clichês com uma roupagem atualizada, são curtos, o que os deixa interessantes e objetivos, mas são chocantes, o que te traz uma sensação imediata de qualquer que seja o nome daquela sensação boa que só amantes do terror conseguem sentir ao final de um conto bem escrito. listra branca
“Nos tornamos, às vezes, estranhos, tão estranhos quanto um bicho.”
listra brancaSeja como for, estou muito ansiosa para desvendar as próximas páginas de “Loui, o palhaço medonho”. O Blog com V mal pode esperar por esse lançamento e reservou as melhores expectativas com essa primeira impressão. Desejamos sorte nas vendas aos novos autores de terror nacionais, que ainda esperamos ouvir falar muito!listra branca
06-book-soft-mockup.png
listra brancaA pré-venda está aberta até o dia 03/08/2016 e, para todos os que adquirirem em território nacional, O FRETE É GRÁTIS, sendo que a obra custa apenas R$27,00. O pagamento poderá ser realizado por depósito bancário, RESERVE já o seu. COMPRE AQUI!
listra brancaE mais uma novidade, comprando com um código diretamente nosso, você ainda ganha mais 10% de DESCONTO e o frete continua sendo grátis. Incrível! Mencione o código #fonzie27 no assunto do e-mail: vendas.editorafonzie@gmail.com e não perca essa oportunidade incrível!

MARI.png

 

Gosta de escrever na terceira pessoa, comer brigadeiro de colher e ler creepypasta de noite. Aprecia boa música, é uma cinéfila irremediável, leitora compulsiva e fã número um de uma boa xícara de café. Ariana, 21 anos, estudante de Medicina e não adepta de rótulos.

FacebookInstagramSkoobFlickr

Anúncios

30 comentários em “Loui, o palhaço medonho & outros contos sombrios

  1. Oie!!!
    Quando criança gostava muito de palhaços e seus números, mas confesso que após ler “It/ A coisa” nunca mais vi palhaços da mesma forma e, também nunca mais li livros deste gênero, no máximo leio contos.
    No ano passado, para um especial de halloween do blog, li alguns contos brasileiros bem interessantes, mas nenhum deles com palhaços.
    Gostei muito da forma como você narrou sua experiência de iniciar a leitura no escuro…deve ser mesmo mais arrepieante! Aguardarei com certa expectativa o lançamento deste livro de contos, mas não prometo ler ele no escuro! rsrsrs
    Bjinhos 😉

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, meu anjo! Eu apenas assisti It/A coisa e já fiquei bem assustada com os acontecimentos e o palhaço nada amigável! Eu não sou muito de ler contos, mas este, em especial, segundo a Mari é muito bacana (principalmente o primeiro conto). Ler no escuro pra mim nem dá pela visão comprometida hauha Beijão e obrigada por comentar!

      Curtir

  2. Primeiro de tudo, quero dizer que esse palhaço na capa me lembrou o Pennywise e já fiquei na hype por aí HIUASHUSAIUSA
    Pena que estou apertada agora, se não iria comprar. Se até o lançamento eu juntar as moedas vou adquirir para ler (até pq sou uma amante confessa de histórias de terror) *-*
    Como sempre suas resenhas despertando minha curiosidade.

    Curtir

    1. Milas, tu é sempre tão gentil, obrigada pelas palavras agradáveis! Terror é clássico, e palhaços já possuem um histórico nada positivo né? Entendo você, tá difícil comprar livros rs. Mas junte sim porque vai valer a pena! Um beijão, querida! ❤

      Curtir

    1. Que bom que a divulgação está Boa assim e o livro está por todos os lugares rs. Obrigada, fico feliz pelo feedback positivo e quem sabe um dia você não tem coragem? 🙂 um beijão, querida ❤

      Curtir

  3. Nunca li nenhum livro que me deixasse com medo de verdade, acho bem dificil. Não sou uma fã de livros de terror e tenho medo de ficar com trauma depois de ver um palhaço rsrsrs Mas eu vou dar uma chance é esse livro porque já li um livro do autor e me apaixonei pela escrita dele, muito incrível!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Fiquei empolgada!! Adoro o gênero e realmente não conheço MUITOS por aqui, geralmente é mais fantasia ou “chick lit”. Ainda não li nada do gênero que me deixasse com medo ou desse frio na espinha, seria esse o primeiro? Aguardarei mais considerações 😀

    ourbravenewblog.weebly.com

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s