Ardósia

Resenha & Entrevista – Ardósia
por Caroline Moreira
listra branca
ARDOSIA_1450807339543219SK1450807339B
listra branca
 Sinopse: “Um de seus habitantes desprezara a bênção de Santa Edwiges. Viroses, dores de corno, joanetes, todo tipo de tragédia cairia sobre as cabeças nativas. A maioria ignora que tais cartas contêm erros grosseiros de ortografia. Gramática inexistente. A população se divide entre brincadeira de mau gosto ou maldição.Na dúvida, o Prefeito marcou a assembleia. Pulso firme sempre agrada o eleitorado. O Delegado, pra lá de exagerado, procura evitar atentados terroristas.” Perdida no meio do nada, a cidade de Ardósia conta com habitantes igualmente perdidos em suas limitações, seja no campo da sensatez ou da lógica. Narrada através de contos, a história dos ardosienses orgulha uns, constrange outros Na tradicional família Dota, a tia Ane é quem mais se incomoda.
listra branca
Por ser uma cidade interiorana e de difícil acesso, Ardósia contempla moradores presos a uma rotina pacata, e claro, repleta de fofocas. Os contos são relatados pelos habitantes, e embora sejam muitos nomes a ser gravados, não há dificuldade alguma para distingui-los. Cada personagem possui nomes excêntricos, alguns mais comuns do que outros já um pouco menos usuais. As falas do livro são bem características, com gírias e coloquialismo, para contextualizar e inserir o leitor dentro da cidade, mas sem perder a narrativa formal e descrições impecáveis.
listra branca
Com a presença de grandes nomes e referências no decorrer da leitura, aparece Manuel Bandeira com o poema Ingênuo Enleio, Forrest Gump, e até uma trilha sonora colocada de forma bem interessante. As histórias e aventuras do povo ardoniense são hilárias, entre tarefas que deveriam ser simples, como manter o emprego ou namoro, até as que são mais laboriosas e complicadas, como escolher o nome dos filhos. Não existe uma situação sem um toque de humor, e até mesmo aponta os defeitos da cidade pequena, como o machismo e preconceito ao que é diferente. Porém, nunca de uma forma pesada, é uma crítica sutil e leve, como todas as passagens no livro.
listra branca
Apesar de política não ser nem de longe o tema central, ela é abordada devido ao desenrolar dos acontecimentos,  em que as autoridades oscilam entre o despreparo e a falta de competência. No entanto, apesar de ser uma leitura fluida e simples, existe dentro do texto questionamentos de Idônea, uma garotinha crítica, intrometida e sagaz, que nos deixam pensativos acerca de quem está se dispondo a nos representar politicamente.
listra branca
“- Saúde! Educação! Segurança! Lazer! Combate à corrupção! Meu programa de governo terá cinco prioridades, dona Mirtes!
– A prioridade não devia ser uma? […] É que… se as prioridades são cinco, então nenhuma é prioridade, né? Se a gente analisar direito…”
listra branca
Em relação aos personagens, que são vários para se concentrar em um de cada vez, penso que quem se destaca mais é Idônea, pela sua inteligência e coragem de dar a cara a tapa por causa das suas opiniões fortes e sua dificuldade em guardá-las para si mesma. Nicolau, o ermitão misterioso e de que pouco se sabe, e também Gil que tem uma lista de desventuras amorosas, (acho que rolou uma identificação, brincadeira!), tentou se relacionar até pela internet, e foi muito cômico acompanhar essa longa jornada atrás de um amor.
listra branca
“Não dá pra transformar Amy Winehouse em Sandy do dia pra noite.”
listra branca
Enfim, como toda cidade do interior, nada acontece. Ao menos, nada demais. Situações corriqueiras, nada de turistas, a não ser os que param lá por estarem perdidos. Afinal, a cidade sequer está no mapa! De qualquer forma, isso começa a mudar, a partir do momento que um assassinato acontece e turistas começam a aparecer. Mas esse não é o maior mistério, e sim, cartas misteriosas com erros de grafia que começa a assustar a população de Ardósia.
listra branca
Sem dúvidas, é uma leitura válida, caso queira algo leve e divertido, e conhecer personagens de um carisma inigualável! Para saber mais sobre o autor, Nicolás Irurzun, realizamos uma entrevista com ele que foi muito simpático.
listra branca
Blog com V: Você decidiu nomear os personagens dessa forma tão incomum apenas para causar efeito cômico ou tem algo por trás disso?
listra branca
Nicolás: Os nomes seguiram o espírito da história, dando um ritmo bem humorado. Além disso, queria fugir do lugar comum também ao nomear as personagens. Ou seja, por trás disso é apenas o bom humor.
listra branca
Blog com V: De que modo a premissa de Ardósia surgiu em sua mente?
listra branca
Nicolás: Eu tinha vários contos escritos nos últimos anos. Resolvi juntá-los e unificá-los em tornos das mesmas personagens, dando uma continuidade entre eles. O primeiro terço do livro é composto de antigos contos. A partir daí, os capítulos foram escritos especificamente para Ardósia.
listra branca
Blog com V: Quando pensou em criá-la, houve algum empecilho ao colocar suas ideias no papel? Por quê?
listra branca
Nicolás: O único empecilho para passar as ideias da cabeça para o micro é a preguiça. Sou meio preguiçoso. Mas quando o texto engrena, é muito gostoso! E as ideias fluem de maneira fácil.
listra branca
Blog com V: Ardósia é uma cidade fictícia, sendo assim, no que você se baseou para elaborar e construir os detalhes de forma que pareça que ela realmente exista?
listra branca
Nicolás: Eu precisava de um cenário para os contos e resolvi criar uma cidade fictícia em vez de simplesmente colocar as personagens em São Paulo ou outro local de fácil caracterização. Os detalhes de Ardósia vêm de cidades que conheço ou já vivi. Misturei tudo e saiu o que está no livro.
listra branca
Blog com V: Você considera, de algum modo, que Ardósia constitui algum tipo de metáfora?
listra branca

Nicolás: Metáfora? Não creio… Nunca pensei. Não escrevi com essa intenção, mas cada leitor faz sua própria versão do que está lendo. Então, quem sabe quantas metáforas podem estar escondidas para serem desvendadas?

listra branca
Contato:
listra branca
Livro disponível no Mercado Livre, na Biblioteca do Nico e em forma de e-book na Amazon! O frete é gratuito, então, aproveita. Imperdível! Também estará rolando um sorteio aqui!
listra branca

O Blog com V deseja muito sucesso e que vocês se permitam conhecer essa cidade pequena, mas cheia de grandes histórias. Sejam bem-vindos a Ardósia!

carol eu

 

Dona de 18 primaveras. Feminista. Estudante de Pedagogia. Amante de MPB, animes, k-pop, doramas e uma boa xícara de café. Não vive sem livros, filmes ou maquiagem. É apaixonada por Fred Elboni e quer proteger todos os animais do mundo 🌸

 FacebookInstagramSkoobTwitterFlickr

Anúncios

18 comentários em “Ardósia

  1. Se eu tivesse lido so a sinopse confesso que não me interessaria, a achei um pouco confusa. Mas ao continuar lendo sua resenha me interessei bastante. Vi que é um livro que te faz questionar vários aspectos da nossa vida, e gosto de livros assim. Parabéns pela resenha e pela entrevista. Bjosss!!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Fiquei completamente perdida lendo a sinopse, mas conforme sua resenha foi acontecendo eu fui entendendo hahaha. Parece realmente um livro bem divertido e com várias críticas implícitas, o que me atrai muito em uma leitura. Criar uma cidade do zero não é uma tarefa fácil e essa parece que é cheia das peculiaridades. Adorei!!!

    ourbravenewblog.weebly.com

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sim, quando recebi a resenha não me atraiu pois parecia que o tema do livro era mais religioso… e depois me surpreendi! É muito rápido de ler e muito engraçado! Obrigada por comentar, Carol! Beijão ❤

      Curtir

  3. Oie!!!
    Amo contos! E este livro livro onde a estória é contada na forma deles atraiu bastante a minha atenção. Como já morei em cidade do interior muita coisa neste livro parece ser bem verdadeira.
    Apesar do autor declarar que não existe uma metáfora no livro, pode ser que inconscientemente ele o tenha feito.
    Gostei da dica!
    Bjinhos 😉

    Curtido por 1 pessoa

    1. Também adoro contos e o que me fascinou foi isso mesmo, por eu morar no interior eu ri muito por conhecer cada situação hilária e saber como ela é comum na minha realidade. Vale super a pena! Beijinhos ❤

      Curtir

  4. Adorei a proposta do livro. E a entrevista foi bem legal, trouxe mais informações para nós leitores. Estou numa vibe mais romântica, mas quando sair dessa talvez eu leia essa sua indicação. Parabéns pela resenha. Beijinhos da Fran
    insidethebookssite.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

  5. Comecei a ler a resenha e não curti muito a história, mas depois que fui chegando na metade, me interessou bastante. Ainda por cima, juntar personagens legais e uma cidade que nem existe mas que ao mesmo tempo é um pouco de todas as outras. Por ser uma cidade que nem está no mapa, acho que o livro deve ser pra lá de divertido mesmo! Só quem vive em interior, sabe como é lidar com fofocas e como tudo é motivo pra falação. Fiquei mega interessada!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu quando li fiquei com o pé atrás pela sinopse por parecer muito religioso e etc. Mas por eu ser do interior ri muito das situações, pois vivenciei muito delas. Não é um livro que muda você, é uma série de contos bem leves e agradáveis. Ótimo para sair de ressacas literárias. Obrigada, Joh ❤ Beijão!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s