Me descobrindo mulher

Resenha  – Me descobrindo mulher

por: Caroline Moreira

me_descobrindo_mulher_1478126920396738sk1478126920b

Sinopse: Isabela Alencar havia sido criada para odiar o sexo e jamais deixar que um homem virasse sua cabeça e isso foi fácil até se formar na faculdade e ir trabalhar na Clínica Médica do seu pai, onde um competente cardiologista mexe literalmente com o seu coração. Leonardo Menezes é um cara comprometido com a profissão e muito sério, ele parece inacessível dentro e fora do Hospital e da Clínica onde trabalha, mas Isabela Alencar que é fisioterapeuta e filha do dono da Clínica lhe tira do eixos e, três meses depois que a conhece ele a leva ao altar e lhe jura a amor eterno. Será que os traumas de Isabela podem ser superados? O amor de Leonardo por Isabela transportará essa barreira? 

Número de páginas: 276
Onde encontrar? Saraiva
barra
O livro de Manu Torres possui uma premissa interessante, pois aborda um casal que se casou há pouco tempo e estão passando por um momento complicado na relação, visto que Isabela é acusada por seu marido de frigidez por fugir ou evitar qualquer toque mais íntimo. Em uma briga em que ambos estavam fora de si, Leonardo afirma que nunca a amou e ela desmorona.
barra

O enredo progride conforme a protagonista se reconstrói como indivíduo, com o apoio de sua tia Luíza e sua amiga da clínica, Lílian. Através da conquista da sua libido e controle da sua vida sexual, a personagem transmite confiança com o guarda-roupa renovado: uma mudança notável externamente, porém, apesar de algumas mudanças nas atitudes e em seu interior, arrisco a me perguntar se ela realmente cresceu e se descobriu mulher.

Afinal, o que é ser uma mulher? Para isso, vamos analisar os personagens. O seu ex-marido, mais precisamente, Leonardo. Ele foi o meu problema com a obra, com claros sinais de possessividade e ciúmes, age sempre em nome do amor como se isso justificasse os atos impulsivos. Vamos esclarecer: nessas idas e vindas do casal houve uma sequência de humilhações e agressões verbais, ele sempre se redimia, ela sempre acreditava. Era um ciclo. Isso me remete uma relação abusiva.

Continuando, o que para mim deveria ser uma história de emponderamento e de incentivar as mulheres a serem donas de si (ou se descobrirem mulheres), tomou um rumo errado. Com frases de cunho machista e personagens contraditórios, fiquei, de fato, chateada. Lílian e sua tia, esta por sua vez que me parecia a mais sensata, pareceram sabotá-la na metade do livro.

Primeira observação: a meu ver, Isabela era dependente emocionalmente do ex-marido, e mesmo com sua nova atitude, ele continua a feri-la, e para ela se sujeitar a essa situação significa que o seu amor próprio não anda tão bem. Embora ela mencione, algumas vezes, não estar realizando a mudança para agradar Leonardo ou de que se pôs em primeiro lugar, parece que nunca se liberta dele. Isso soa romântico para alguns, para mim, tem o efeito contrário.

No único momento em que acreditei que ela poderia se tornar a protagonista que eu queria, ela não pôde atender as minhas expectativas. Decidida a pedir divórcio após uma humilhação em público, sua tia e sua amiga acabam por dar uma “ajudinha” ao casal e no fim eles não se divorciam. Penso que o meu descontentamento aqui foi porque ela havia encontrado Juan, uma ótima companhia, agradável e gentil, nunca a destratou ou exigiu mais do que ela poderia oferecer a ele. Mas, de algum modo, ela voltou seus olhos para Leonardo.

Desde que se acertaram, o livro se arrastou para mim. Após o susto e conseguir reconquistá-la, o marido mudou da água pro vinho, supostamente o marido perfeito. Ainda via em suas ações e falas um ciúme exagerado, mas eram raras vezes, e isso era tratado de forma descontraída. Isso porque ele estava se “esforçando”, o que me fez pensar que ou o livro está fazendo uma crítica ao relacionamento abusivo e estou interpretando errado  (como acontece em Lolita) ou pode trazer à tona aquela velha ideia de que “podemos mudar os homens que são babacas”.

Há bastante cenas quentes e não reclamo disso, foram bem escritas. No entanto, ocorre a prática de sexo anal de forma meio distorcida, como se fosse simples. Nem sempre a primeira vez é fantástica e mesmo que ela tenha se tornado outra Isabela, é incrível como certas coisas ela aceita muito rápido no início da obra. Em um dia, ela é frígida, no outro, está vendo pornô e se masturbando.

A linguagem e o discorrer dos eventos são bem escritos, a capa e o enredo, infelizmente, me fazem acreditar que a única mudança levada em consideração foi a de teor sexual. Para mim, a trama poderia ter explorado e ensinado sobre muitas outras coisas, porque, definitivamente, descobrir-se mulher é muito profundo para ser colocado dessa forma. Acredito realmente no potencial da autora, mas o livro me trouxe uma sensação de que havia falhas no enredo, alguns erros bobos e outros bastante relevantes, o que me fez não aproveitar a leitura como esperava.

O que vocês pensam sobre isso? Gostaria de conhecer a opinião de vocês sobre o assunto 🙂

carol eu

 

 

Dona de 18 primaveras. Feminista. Estudante de Pedagogia. Amante de MPB, animes, k-pop, doramas e uma boa xícara de café. Não vive sem livros, filmes ou maquiagem. É apaixonada por Fred Elboni e quer proteger todos os animais do mundo 🌸

 FacebookInstagramSkoobTwitterFlickr

Anúncios

84 comentários em “Me descobrindo mulher

  1. Sua resenha está como sempre incrível! Eu tenho mantido distância desse gênero no momento pq li muito sobre isso nos últimos anos e acho que enjoei… Mas odeio relacionamentos abusivos! E muitas vezes os autores acham que fazer a mulher se submeter ao homem nos livros faz com que o mesmo fique mais excitante e sexy. Quero muito encontrar um romance erótico que fale realmente do empoderamento da mulher.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Adorei tua resenha,mas esse estilo literário não me atrai muito.Agora duas coisas me chamaram a atenção no livro,o fato dos personagens serem da área da saúde e de eu achar que vai se passar em ambientes médicos também.E o outro é que parece não ser só uma reconstrução amorosa,mas sim uma reconstrução da pessoa.Quem sabe um dia.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá Caroline!

    Resenha ótima. Fico triste por não ter gostado. Na verdade não quis sair muito da vida real e criar uma relação muito utópica para a história. Tentei focar ao máximo nisso… Como você mesma falou sobre relação abusiva, é algo infelizmente não tão raro assim de vermos nos relacionamentos atuais. E apesar de não ter sido minha intenção principal focar o relacionamento deles dessa forma, sim, talvez em alguns momentos poder ter transmitido isso. Exatamente por não querer fugir tanto da vida real. E sim, pensei na possibilidade de mudança para o Leonardo, pois acredito sim que um homem (ou uma mulher) pode mudar por amor, basta ele querer realmente e se dedicar a isso. E isso nao vai acontecer do dia para a noite. Não é uma regra e sim provavelmente uma gigantesca exceção, mas se pelo menos 1 mudar, já se projeta uma expectativa de mudança.
    E com relação aos outros personagens, todos têm suas peculiaridades que foram e/ou estão sendo desenroladas em outros livros.

    Fico muito grata pela resenha e sua opinião. Críticas assim servem muito de ajuda para que eu possa rever minha linha de escrita. E saber como cada leitor pode perceber a historia de forma tão diferente. Isso é tão  enriquecedor! Obrigada e desejo muito sucesso para o Blog. Beijos!

    Curtido por 2 pessoas

    1. Primeiramente, quero agradecer como reagiu, isso demonstra maturidade e desejo em crescer como escritora. Eu lhe desejo todo o sucesso do mundo e sei que pode melhorar – não para me agradar, claro – mas alguns pontos não se referem somente a minha opinião. Espero em breve ter acesso a outros livros seus, seja através de parceria ou compra, e possa perceber como você melhorou a sua linha de escrita. Torço muito pelos autores nacionais, sei que às vezes pareço rígida, contudo, apenas aponto o que considerei durante a leitura pensando no que é possível alterar e mudar para melhor. Agradeço toda a educação e carinho, um forte abraço ❤

      Curtido por 1 pessoa

  4. Olá!
    Não tenho costume de ler esde gênero, mas esse livro possui uma história boa até, só não me atraiu e pelos seus detalhes da resenha, parece bem escrita, pena que a autora deu umas escorregadas no desenrolar da trama. O livro pode ser muito interessante para quem curte esse gênero.

    Beijo, beijos
    relicariodehistoriasma.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s