Chester Bennington – Um grito contra o suicídio

Chester Bennington – Um grito contra o suicídio

por: Pedro Felipe

chester.jpg

No dia 20 de julho tivemos a triste e indigesta notícia de que Chester Bennington, famoso ex-vocalista do Linkin Park e do Stone Temple Pilots, havia tirado sua vida, o que abalou e comoveu milhares de fãs ao redor do mundo, seus familiares e amigos. Uma perda imensurável para o rock, para a música no geral e para todos que tiveram o prazer de conhecê-lo.

Chester infelizmente não é o primeiro na história do rock a cometer suicídio, antes dele tivemos: Ian Curtis, Kurt Cobain e mais recentemente Chris Cornell, amigo pessoal de Chester. E como alguém que sofreu de depressão e que lutou anos contra a doença, me sinto no papel de falar sobre como ela se espreita no silêncio e leva vidas tão queridas e de como Chester me ajudou, mesmo sem nunca ter me conhecido. Esse texto não representa a opinião do blog, somente do redator que vos escreve e também tão pouco tem a intenção de ser informativo, é um texto pessoal e de cunho emocional.

che1

Nunca fui fã de Linkin Park ao ponto de ir aos shows, comprar camisetas e acompanhar os lançamentos da banda, mas sempre tive um carinho imenso pela banda de nu metal, afinal foi com ela que aprendi a apreciar rock, Hybrid Theory foi o primeiro disco da minha vida e até hoje é um dos meus discos favoritos, o mesmo vale para Meteora, segundo disco do grupo. Mas o que realmente me conectou ao Linkin Park foram as letras escritas por Chester, que colocava de maneira muito sincera suas difíceis batalhas contra a doença, contra os abusos que sofreu e os problemas que enfrentou ao longo da vida.

Eram letras introspectivas, obscuras, cheias de dor, angústia e tristeza, nas quais eu me sentia representado, um dos principais problemas de se ter depressão e estar a beira do suicídio como estive tantas vezes, é a dificuldade de se expressar, de dizer nossos medos e tristezas mais profundos, transformar os pensamentos que nos oprimem em palavras, mesmo quando temos a intenção de pedir ajuda e Chester conseguia não só expressar isso, como também “gritava” os seus demônios para fora, por isso, com as músicas da banda eu já não me sentia sozinho, sabia que não era o único lidando com os meus monstros internos, era como se eu finalmente tivesse uma voz pra falar por mim.

Chester gritava sua raiva, sua angústia, suas paranoias e colocava pra fora tudo que ele não podia aguentar dentro de si mesmo, tinha uma voz perfeita para isso e a usou com muito sentimento e entrega. O que me motivou não só a escrever letras, mas também a falar sobre as coisas que me perturbavam. Foram noites escutando Linkin Park, pensando, me renovando, sofrendo e me identificando com as músicas, o que me levou a uma aceitação e uma melhor compreensão do que se passava comigo. E mesmo depois de duas tentativas de suicídio, me vejo aqui vivo e abalado escrevendo sobre um homem que me ajudou com sua arte, que “salvou” a minha vida e a de outros milhares, mas que foi incapaz de ajudar a si mesmo.

Bennington está longe de ser um egoísta ou um covarde como dizem, ele deixou filhos e esposa, mas foi corajoso e um herói por ter aguentado tanto tempo, ele lutou e fez o melhor por sua família, pelos fãs e por si mesmo. O legado que ele deixou nunca vai ser esquecido, vai perdurar pela eternidade, espero que ele descanse em paz e que tenha achado um lugar de descanso, agora não é hora de julgar e sim hora de pensar em como podemos evitar esse tipo de coisa.

Não é o primeiro que perdemos, mas precisamos fazer de tudo para que ele seja o último. Não precisamos gritar como ele fez tão bem, mas precisamos começar a falar de suicídio, de depressão, de ansiedade, de transtornos e de problemas com álcool e drogas, precisamos escutar, compreender, precisamos ajudar como for possível, precisamos tratar com a devida seriedade e começar a notar os primeiros sinais. A ideia de que suicidas não “ameaçam” e não falam sobre é perigosa e estúpida, pois as pesquisas mostram que o comportamento verbal de suicidas inclui diversas frases referentes ao ato e que tentam diversas vezes antes de finalmente conseguirem. Nunca foi e nunca será frescura, tão pouco é um ato de covardia, precisamos de empatia para entender o que os outros passam, frases como “isso é coisa da sua cabeça” ou “é só uma fase” não contribuem em nada e só podem fazer com que a pessoa se feche ainda mais.

Por causa disso, seus gritos por ajuda passaram despercebidos, a doença o corroeu silenciosamente por anos e todos os sinais foram ignorados ou tratados sem a devida atenção. Foram entrevistas falando sobre o assunto, músicas que claramente falavam da depressão, comportamentos que demonstravam o que ele passava. Por isso é importante que a gente saiba reconhecer alguns sinais que indicam que a pessoa está passando por algum problema. Se você ou uma pessoa que conhece passa muito tempo na cama, não se sente motivada, apresenta crises de choro e alterações de humor, se alimenta mal, tem insônia e apresenta um comportamento verbal com frases pessimistas e suicidas, pode ser que ela esteja lidando com algum transtorno. É importante estar atento aos pedidos de socorro e saber lidar com eles, é preciso saber escutar sem julgar, é preciso ter empatia, é necessário estar presente.

che2

Se você conhece alguém que está lutando contra a depressão, que esteja pensando em suicídio ou qualquer outro transtorno dessa natureza ou se você mesmo sente que tem tendência a esse tipo de pensamento, não deixe de procurar tratamento para você e para essa pessoa. No 141 funciona 24h o Centro de Valorização da Vida, não deixe de pedir ajuda pra si mesmo ou para alguém que precisa. Nós aqui do Blog também estaremos aptos a ajudar da melhor maneira possível, conversando, escutando, indicando, mas não somos profissionais, recomendamos a procura por terapia e por profissionais da área, existe sim melhora e vocês não estão sozinhos(as).

“Quando você sofreu o suficiente

E seu espírito está partindo

Você está ficando desesperado por causa da luta,

Lembre-se que você é amado e você sempre vai ser

Essa melodia vai lhe trazer de volta pra casa”

Trecho retirado e traduzido da música “The Messenger” do Linkin Park.

pedro.png

 

Aspirante a escritor, redator freelancer e roteirista nas horas vagas. Típico paulista, vaga de estação em estação procurando um pouco de si em cada lugar que visita. É campeão em maratona de séries e fã de carteirinha de autores como Neil Gaiman e Alan Moore, se considera um chato na maior parte do tempo, se perde em sua própria criatividade e ansiedade.

                 FacebookInstagramSkoobFlickr

Anúncios

47 comentários em “Chester Bennington – Um grito contra o suicídio

  1. Oi Pedro, que postagem mais linda.. É duro quando as pessoas sofrem dessa doença e procuram ajuda ao seu redor, mais muitos tapam os ouvidos.. Quando eu era menor também tive essas crises, devido ao bullyng que sofria no colégio, sempre tive apoio para tentar vencer e amigos de verdade, mais sempre que conto ou as vezes sofro algo que me abalam, muitas pessoas me tratam com descaso sabe, e chamam de drama. Só quem sofre sabe como é. Achei emocionante sua postagem, me tocou muito. Não podemos fechar os olhos para isso.. acho que os seres humanos deviam ser mais humanos as vezes né!
    Beijos ❤
    Fabi

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Fabi!

      Infelizmente, ainda isso é tratado dessa forma, com descaso. E, por isso, ocorrem tantos suicídios e tantas pessoas permanecem doentes e sem perspectivas. Agradeço pelas suas palavras! Um forte abraço :*

      Curtir

  2. Oi oi,
    O tema suicídio precisa realmente ser discutido, com o lançamento da série thirteen reasons why esse tema começou a ser mais falado, mas não podemos deixa-los esfriar.
    O seu POST é incrível!!!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá, Pedro ! Tudo bom? (:
    Nossa, que post, meu deus! Eu fiquei emocionada com o texto, você falando sobre ele que tentou ‘alertar’ os outros a sua volta que estava mal, que precisava de ajuda, mas ninguém identificou os sinais….ah, isso acontece demais né? E é muito triste. Fico feliz que ele tenha te ajudado a superar, se mantenha forte e firme, viu? O importante é não se calar e sim pedir ajuda. Eu passei por uma fase depressiva, mas percebi os sinais e pedi ajuda, então estou bem melhor agora. Acho que esse é um assunto que deve ser discutido e comentado, para que quem esteja passando por isso, crie coragem de gritar ‘socorro’. Parabéns pelo post.
    Beijos, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br/

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, Yas!

      Obrigado pelo carinho e fico “feliz” que o post lhe tocou, pois esse é o motivo de ele ter sido escrito. Como você mesma disse, é importante falar sobre e mostrar que pedir ajuda não é um sinal de fraqueza. Um beijão!

      Curtir

  4. Olá! Tudo bom?
    Eu amava essa banda, ela marco minha adolescência como várias bandas de rock, e eu fiquei imensamente triste pelo cantor, muito triste que tenha acontecido. Realmente uma pera imensurável.
    Beijos, Joyce de Freitas.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Primeiramente, parabéns pela postagem 💙

    Não é fácil abordar um tema como esse, mas você soube usar as palavras certas, do jeito certo, por isso eu amei!
    O que mais me fisgou foi a parte que você comenta ” é necessário estar presente “. Muitas pessoas acabam passando por momentos e fases difíceis na vida e eu, assim como eu imagino outras milhares de pessoas, nem nos damos a atenção, não de propósito, mas pelo sistema e a rotina que acabam nos “encubando”, o que poderia fazer toda a diferença. Um simples abraço já traz um sorriso e uma paz na alma que nenhum dinheiro no mundo paga.
    Tenho fé que as coisas sempre irão melhorar, e que pessoas como você sempre irão ajudar a colorir o mundo daqueles que já não enxergam nada além do preto e branco.
    Obrigado pelas suas palavras mais uma vez. Chester foi e sempre será uma inspiração e reflexão para mim, nem tenho palavras para descrever como as músicas dele sempre me ajudaram.
    Parabéns mais uma vez pelo post!!!

    Tudo que precisamos é de amor ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Lucas! Obrigado pelas palavras e carinho, realmente, o amor é a resposta para tudo e o que faltava dizer, você o fez. A nossa sociedade e o sistema acabam nos isolando e fazendo com que valorizemos o que não tem valor. Um abraço!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s